Quinta-feira, 9 de Março de 2006

26 de Fevereiro

10H

 

Acordo ainda meio anestesiada sem perceber muito bem onde estou, com quem e a fazer o quê. Em poucos segundos percebo o que se passa. Elena também acorda e combinamos ir até Madrid almoçar. Quando olho pela janela vejo que está a nevar “un montón”. As ruas estão cobertas de neve e realmente está tudo branquinho.

O telemóvel de Elena toca e ela começa a falar italiano com a velocidade natural de uma espanhola. Elena fala em todas as línguas mas sempre com a velocidade típica de nuestros hermanos. Era Geanfranco, um italiano que também ia trabalhar e que acabava de chegar do Reino Unido. Combinamos encontrarmo-nos num café perto. Elena diz “eu sou morena e a minha amiga é loira”. Não me parece uma grande definição, mas... Parece que resultou. Enquanto tomo o meu café solo, Geanfranco chega e começamos  a falar. Conversas de ocasião agora em Inglês... Eu sofro...

Geanfranco tem um inglês irrepreensível. Fala como se fosse um verdadeiro fucking british, daqueles que ele odeia profundamente. Mas é só isso que tem de inglês porque depressa se assoma o seu espirito aventureiro, o seu bom humor e o seu calor mediterrânico apurado pela sua ascendência siciliana. Quase um verdadeiro padrinho.

Aí vamos nós para Madrid. A neve continua  a cair em flocos grandes e gelados. Estou cheia de frio, tenho os pés encharcados mas, inexplicavelmente, o espirito quente. Depois de muitas voltas vamos a uma bodega em Goya. Está cheia de gente, e não há duvida que os espanhóis sabem viver. Elena insiste em ensinar-nos a comer em Espanha. Começamos pela “caña”. Foi aqui que começou. Eu que nem gostava de cerveja, agora não há dia que não vá de cañas com alguém. A tipica tortilla, a paella, as patatas... Tudo para nos acolher na fria Madrid dessa manhã.

Agora já estamos mais descontraídos. Vamos passear pela Puerta del Sol, o centro da Península Ibérica, tanto geograficamente como culturalmente. A praça está cheia. É assim que a cidade vive sempre, cheia. Cheia de gente, de musica, de cheiros, de vozes, de línguas...

Vamos apanhar o metro quando Elena se lembra que tem de tirar fotos. Aproveita a máquina automática e as fotos saem assustadoras. Passamos meia hora a rir, e parece-me que estas fotos foram o nosso primeiro elo. Rimos, rimos, rimos até nos doer a barriga.

Voltamos ao hotel e combinamos ir cenar depois de um duche. Chegam mais duas pessoas que vão trabalhar connosco: Leonolde e Sofia. Leonilde é italiana mas passou os últimos 12 anos em Londres onde casou com um venezuelano que nunca se habituou à fria cidade. Sofia é uma portuguesa de Braga. Uma verdadeira mulher do Norte com um feitio especial, exótico e diferente...
publicado por madridmemata às 00:34
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. about what is in my mind....

. porque me gusta sabina......

. bso 4 2day

. ...

. u know it's for u. luv u ...

. Só pa avisar que os meus ...

. El lunes fue... el dia de...

. Out of the office until t...

. Foi em Dezembro que te co...

. I want one of this... I j...

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds