Quinta-feira, 9 de Março de 2006

5 de Março

O frio e a neve começaram a surtir efeito nesta beach girl. Acordei constipadissima mas muito entusiasmada com a minha recém descoberta veia para fada do lar. Eu sempre disse que um dia que começasse ía ver que tinha imenso jeito. Fiz a minha primeira máquina de roupa e passei a ferro. UUUUUUUUUUUU

Liguei logo à minha mãe a dar a novidade. Entusiasmadissima também.

Sempre detestei o domingo e em Madrid nada mudou. Estou um bocado deprimida hoje. Sinto falta do ambiente familiar. A Elena vem cá e com o seu sotaque andaluz deixa-me novamente bem.

Nem de propósito encontro o meu compañero inglês e falamos durante uma horita. Simpático e nada british, por sinal. É de Londres e não me lembro do nome dele. Só agora me apercebo que estive a falar durante uma hora com um perfeito estranho, vestida com um pijama rosa choque. Para o que eu estava guardada.

Televisão recuso-me a ver. Continua a não perceber esta mania das dobragens.

Amanhã tenho de aturar a estúpida da inglesa, outra vez.
publicado por madridmemata às 00:42
link do post | comentar | favorito

4 de Março

Hoje é o casamento da Betty. Eu estou longe mas tenho pensado nela. Hoje é o dia dela, sem duvida. Falo com a minha mãe, e com a Bézinha e percebo que ela é a próxima a casar. Só agora percebo que estando fora não tenho qualquer participação na vida de quem está longe, assim como eles também não têm na minha. Que estranho.

Noche

Primeira noite em Madrid...

Tudo combinado à ultima da hora. Bem, por experiência própria sei que as grandes noites começam assim. Choveu o dia inteiro mas parece que a noite nem está fria. Saio de casa e cruzo-me com o meu compañero de piso inglês. Vem agora do ginásio. Não é mau... Mais um mito, desta vem em relação aos british.

A Puerta del Sol está à pinha de gente e aqui vê-se de tudo. Vamos ter com Roberta, uma italiana que está em Madrid à 6 meses e já conhece os cantos à casa. Mesmo o que precisamos.

Há coisas que ninguém precisa de saber. Foi uma noite fantástica. Madrid não dorme...
publicado por madridmemata às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

3 de Março

Hoje vamos finalmente conhecer o nosso local de trabalho.

Elena detesta. Diz que é feio, horrível. A mim não me parece mau. O ambiente é espectacular. Todos são muito simpáticos e a globalização está aqui representada. Conhecemos mais uns italianos e percebo que há realmente um mito. Os italianos não são nada de jeito.

Mais umas cañas por la noche. Estou de rastos. Cansadíssima.

publicado por madridmemata às 00:40
link do post | comentar | favorito

2 de Março

Hoje já vou para casa. Para casa quer dizer... Para o que tenho de mais parecido com casa.

Chego e tomo um banho quente, quente. Vou beber una caña com Geanfranco e só hoje percebo que estou em Madrid à uma semana e estou perfeitamente ambientada. Não penso em casa, nos meus pais, nos meus amiggos. Nada. É tão estranho... Geanfranco diz que é normal. Que o pior é realmente tomar a decisão e passar os primeiros dias. Depois tudo acontece naturalmente e agora esta é a nossa vida. Parece-me que tem razão. Pergunto-me muitas vezes o que vai acontecer a partir daqui. Será que fico, será que volto, será que parto... Não sei. Geanfranco diz-me que não podemos pensar nisso, que quanto menos planearmos melhor. Parece-me que tem razão novamente. Volto para casa e vou dormir. Está frio lá fora mas as cañas aquecem. E amanhã já é viernes. Que bien!!!

publicado por madridmemata às 00:39
link do post | comentar | favorito

1 de Março

Mais um dia de formação que se mostra super produtivo. Hoje vou com Elena deixar a primeira mala à minha casa. Depois voltamos ao hotel que está mais perto de La Moraleja. Tomamos uma caña por la noche y unas tapitas e vamos ter com Geanfranco. Amanhã tenho de ir de mala em punho para o trabalho. Estou farta de malas, hoteis, restaurantes...
publicado por madridmemata às 00:38
link do post | comentar | favorito

27 de Fevereiro

O dia começa bem. Um café com leche na chocolateria e apanhamos um taxi para o local onde vamos ter formação. La Moraleja, onde vive Beckam!!!! Uma equipa internacional mas todos Buena Gente, parece-me. Entre espanhóis, italianos, franceses, belgas e portugueses chega Claire, a  formadora. Claire é a tipifica irritante inglesa. Loira, olhos azuis, magra en los huesos, voz irritante, piadas estúpidas e burra como uma portada. Passamos três dias de formação a fazer jogos estúpidos. Tipicamente inglês. Bem, agora já sei que todos os meus colegas gostam muito de cães porque são leais e de gatos porque são independentes. Claire está extasiada com estes joguinhos. “Joking” é a sua expressão favorita que serve para que eu Elena e Geanfranco passemos horas a ris. Fechados na casa de banho do nosso quarto a fumar rimos até às 2 da manhã, todos os dias. E todos os dias dizemos: “hoje vou-me deitar cedo”. E todos os dias ficamos a rir até às 2 da manhã. As histórias de Geanfranco são hilariantes. Estou desejosa de conhecer Enrico e Marlon...
publicado por madridmemata às 00:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

26 de Fevereiro

10H

 

Acordo ainda meio anestesiada sem perceber muito bem onde estou, com quem e a fazer o quê. Em poucos segundos percebo o que se passa. Elena também acorda e combinamos ir até Madrid almoçar. Quando olho pela janela vejo que está a nevar “un montón”. As ruas estão cobertas de neve e realmente está tudo branquinho.

O telemóvel de Elena toca e ela começa a falar italiano com a velocidade natural de uma espanhola. Elena fala em todas as línguas mas sempre com a velocidade típica de nuestros hermanos. Era Geanfranco, um italiano que também ia trabalhar e que acabava de chegar do Reino Unido. Combinamos encontrarmo-nos num café perto. Elena diz “eu sou morena e a minha amiga é loira”. Não me parece uma grande definição, mas... Parece que resultou. Enquanto tomo o meu café solo, Geanfranco chega e começamos  a falar. Conversas de ocasião agora em Inglês... Eu sofro...

Geanfranco tem um inglês irrepreensível. Fala como se fosse um verdadeiro fucking british, daqueles que ele odeia profundamente. Mas é só isso que tem de inglês porque depressa se assoma o seu espirito aventureiro, o seu bom humor e o seu calor mediterrânico apurado pela sua ascendência siciliana. Quase um verdadeiro padrinho.

Aí vamos nós para Madrid. A neve continua  a cair em flocos grandes e gelados. Estou cheia de frio, tenho os pés encharcados mas, inexplicavelmente, o espirito quente. Depois de muitas voltas vamos a uma bodega em Goya. Está cheia de gente, e não há duvida que os espanhóis sabem viver. Elena insiste em ensinar-nos a comer em Espanha. Começamos pela “caña”. Foi aqui que começou. Eu que nem gostava de cerveja, agora não há dia que não vá de cañas com alguém. A tipica tortilla, a paella, as patatas... Tudo para nos acolher na fria Madrid dessa manhã.

Agora já estamos mais descontraídos. Vamos passear pela Puerta del Sol, o centro da Península Ibérica, tanto geograficamente como culturalmente. A praça está cheia. É assim que a cidade vive sempre, cheia. Cheia de gente, de musica, de cheiros, de vozes, de línguas...

Vamos apanhar o metro quando Elena se lembra que tem de tirar fotos. Aproveita a máquina automática e as fotos saem assustadoras. Passamos meia hora a rir, e parece-me que estas fotos foram o nosso primeiro elo. Rimos, rimos, rimos até nos doer a barriga.

Voltamos ao hotel e combinamos ir cenar depois de um duche. Chegam mais duas pessoas que vão trabalhar connosco: Leonolde e Sofia. Leonilde é italiana mas passou os últimos 12 anos em Londres onde casou com um venezuelano que nunca se habituou à fria cidade. Sofia é uma portuguesa de Braga. Uma verdadeira mulher do Norte com um feitio especial, exótico e diferente...
publicado por madridmemata às 00:34
link do post | comentar | favorito

25 de Fevereiro - Alcobendas

20H

 

Continua a chover. A cidade está escura como breu e nem o taxista com o seu inovador GPS consegue dar com a porcaria do Hotel. Começo a receber mensagens dos meus amigos e assim como está o tempo estou eu. Cinzenta e continuamente a chorar. Novamente, o taxista pensa que sou louca.

Finalmente conseguimos encontrar o Hotel. Chego ao quarto e vejo que a minha companheira ainda não chegou. Vou tomar um banho e, para não variar, desato a chorar novamente. Agora compulsivamente.

Mais calma vou para a cama ler um pouco.

Passado pouco tempo chega a que iria ser a minha luz em Madrid. Elena tem um sorriso maravilhoso, uma alegria contagiante e o sangue da Andaluzia nas veias. Chega e já desata a falar sobre tudo. Conta-me que viveu os últimos dois anos em Londres mas que já não aguenta mais. Como boa latina que é não consegue viver sem o sol, a luz, a vida da sua terra. Conta-me que o seu namorado italiano continua em Londres à procura de trabalho em Madrid. Tudo isto contado com uma voz que me confere alguma segurança e calma, e logo aí percebo que as coisas não vão ser tão difíceis como esperava.

Adormeço pela primeira vez em Madrid.

publicado por madridmemata às 00:32
link do post | comentar | favorito

25 Fevereiro 2006 – Aeroporto de Barajas-Madrid

17H

 

Chove a cântaros! Que raio me passou pela cabeça para vir aqui parar. Só agora percebi o significado da expressão “cuidado com o que desejas”. Passei a viagem toda a chorar. Os dois rapazes que iam ao meu lado deviam pensar que eu era maluca, no mínimo. O avião ia cheio com um grupo de adolescentes prontos para ir passar uma semaninha de loucura a Madrid. E eu num pranto...

O avião descola e deixo para trás Lisboa. Madrid me aguarda.

Lá em baixo as luzes do aeroporto confundem-se com o cinzento que nesse dia iluminava a cidade. Lá em cima as nuvens claras e fofas como algodão doce

dão-me uma certa paz e conforto. Em menos de uma hora chegamos a Madrid. Só ouço espanhol à minha volta e até isso é estranho. Agora já não estou simplesmente de férias ou de passagem. Agora faço parte disto, e isto já faz parte de mim.

publicado por madridmemata às 00:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. about what is in my mind....

. porque me gusta sabina......

. bso 4 2day

. ...

. u know it's for u. luv u ...

. Só pa avisar que os meus ...

. El lunes fue... el dia de...

. Out of the office until t...

. Foi em Dezembro que te co...

. I want one of this... I j...

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds